Pular para o conteúdo principal
[29 de maio de 2009]

Me olho no espelho e não sei porque respiro, porque existo. Sempre que acredito estar no caminho certo, me esforçando para que as coisas aconteça, cometo um erro grave e alguém sai magoado. Caio nesse ciclo maldito, sempre.


(Um desabafo aparentemente infantil, mas extremamente necessário)

Comentários

aparentemente infantil... aparentemente. é. aparentemente. muito aparentemente.