Pular para o conteúdo principal

Poética

Com licença
Poética
Estou chegando
Devo me apresentar
Sou-me assim
Desnudo-me aqui
Respiro enfim

Vivo de te buscar
Nas entranhas
Em que caibo
Nos vasos
Que me bombeiam
Nos músculo
Que me movimentam

E de ti nada
A meu ser resta
Apenas te invadir
Querer-te ao ponto
De te neglicenciar
Como a ti não contenho
Engula tudo de mim

Comentários