Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2010
[27 de janeiro de 2010]

Vivo com a morte de perto, a sinto com certa frequência. Sei que a qualquer momento algo pode me atravessar e furar meu corpo frágil. Sei que vou cair e que minha última conquista será morrer.

Por algum motivo sempre senti tal proximidade com a morte, como se fosse morrer cedo. Acredito que é por isso que sinto a vida com tanta força. Me é impossível negar que sinto a vida, as pessoas próximas. Sinto presenças e energias que não sei se todos sentem. Eu simplesmente sei distinguir as pessoas só por estar perto delas.

Tenho pensado na ruptura da vida com certa frequência e posso dizer que tenho mais medo de perder as pessoas do que de morrer.

Eu amo profundamente quem amo e essa é a única coisa que sei fazer, já que não sei expressar amor com precisão. E plageando Caetano, "em outras palavras sou muito romântico".

Eu Despedi Meu Patrão

Essa música é o hino da minha vida, com certeza.



-Eu Despedi O Meu Patrão!
Eu despedi o meu patrão
Desde o meu primeiro emprego
Trabalho eu não quero não
Eu pago pelo meu sossego...(2x)
Ele roubava o que eu mais valia
E eu não gosto de ladrão
Ninguém pode pagar
Nem pela vida mais vazia
Eu despedi o meu patrão...
-Eu Despedi O Meu Patrão!
Eu despedi o meu patrão
Desde o meu primeiro emprego
Trabalho eu não quero não
Eu pago pelo meu sossego...(2x)
Ele roubava o que eu mais valia
E eu não gosto de ladrão
Ninguém pode pagar
Nem pela vida mais vadia
Eu despedi o meu patrão...
-Eu Despedi O Meu Patrão!
Eu despedi o meu patrão
Desde o meu primeiro emprego
Trabalho eu não quero não
Eu pago pelo meu sossego...(2x)
Ele roubava o que eu mais valia
E eu não gosto de ladrão
Ninguém pode pagar
Nem pela vida mais vazia
Eu despedi o meu patrão...
Eu despedi o meu patrão
Desde o meu primeiro emprego
Trabalho eu não quero não
Eu pago pelo meu sossego...(2x)
Ele roubava o que eu mais valia
E eu não gosto de ladrão
Ninguém pode …

Kitchen (Banana Yoshimoto)

Mais uma resenha minha no blog Bungaku, confira!

http://bungakuuu.blogspot.com/2010/01/kitchen-de-banana-yoshimoto.html

Paulo Leminski por Paulinho Boca de Cantor

Continuando com a minha descoberta de Leminski, um post com a música "Valeu", interpretada por Paulinho Boca de Cantor.

Valeu

dois namorados olhando o céu
chegam à mesma conclusão
mesmo que a Terra não passe da próxima guerra
mesmo assim, valeu

valeu encharcar esse planeta de suor
valeu esquecer as coisas que eu sei de cor
valeu encarar essa vida que podia ser melhor
valeu
valeu

Aproveito o post para indicar um ótimo blog: Poesia Musicada.

Eu li o Paulo Leminski

Algo maravilhoso aconteceu: eu conheci o Paulo Leminski. Naturalmente eu já tinha lido alguns livros dele (menos Catatau, parei nas primeiras páginas), mas nunca tinha me deparado com a figura dele. Infelizmente não tenho idade suficiente para tê-lo conhecido pessoalmente, porém me sinto muito feliz por ele ter nascido aqui em Curitiba.

"O Bandido que Sabia Latim", biografia escrita por Toninho Vaz, é um livro com personalidade. Acho que não preciso falar sobre o Leminski aqui, afinal não quero estragar a experiência de ninguém no caminho para a descoberta. Falarei sobre a biografia.

Ao falar de uma pessoa como Leminski o biógrafo tem que ser muito bom - nesse caso ele teve a sorte de conviver com biografado em questão. O que se deu então foi um livro cheio de força, esta advinda não apenas da história contada mas sim da maneira como foi contada. Vaz lançou mão de pitadas de humor e também de declarações pessoais sobre seus encontros com o poeta. E eu, que normalmente não &…

Minhas resenhas no Bungaku

A partir de agora as minhas resenhas sobre literatura japonesa serão publicadas também no blog Bungaku, no qual Sara F. Costa, coordenadora e idealizadora, reúne textos relacionados aos mais veriados títulos e autores japoneses. A iniciativa tem o apoio do Centro de Línguas e Culturas Orientais da Universidade do Minho, Portugual e é um dos únicos espaços na Internet onde é possível encontrar tantas informações reunidas sobre o mesmo assunto - em português, claro.

A primeira resenha a aparecer é sobre o livro "A Casa das Belas Adormecidas", de Yasunari Kawabata. Aí vai o link para quem quiser dar uma olhada: http://bungakuuu.blogspot.com/2009/12/casa-das-belas-adormecidas-yasunari.html