Pular para o conteúdo principal

[29 de setembro de 2010]

Caminho estreita
Faço valer os juízos
Não para me obrigar
Mas para me permitir
Hoje, uma data qualquer
Nasce do nada e é
Hoje
A falta de tudo que sobra
Vazio sim, e mundano
Já poesia porque mais nada
Hoje
Sabe-se que dói
Porque ontem tudo estava bem
Na linha do beijo certeiro
Encontra o carinho
O encontro é compreensão
Alguém me tira da teoria
E me faz prática
E só me leia como sou

Comentários