Pular para o conteúdo principal

[10 de março de 2011]

Do desejo faço vida
E da vida tenho medo
Meu peito se rasga
Eu não sou eu
Apenas estou eu agora
Minhas retas tortas
Curvas bifurcadas
Vida vida uma piada
Se alguns planejam
Eu apenas sonho
Sonho na constante da dúvida
De nunca acontecer
Nada é certo
Nem mesmo a incerteza
Meu destino não foi traçado
É um velho descontrolado
Cego, surdo e mudo
Que me guia
Sem direção

Comentários