Pular para o conteúdo principal

[24 de outubro de 2011]

Hoje
Ainda que sim
E tarde fosse
Você aqui
Respira comigo
Dentro de mim
Janela aberta
E o frio que dá
Enquanto durmo
Sonho-te e acordo
Te querendo mais
Dos perfumes bons
Eu sei todos
Sou capaz de chorar
O que me divide
Mancha ferrugem
No chão de outono
As folhas quebram
E eu ando
A lembrança se transforma
Em madrugada

Comentários