Pular para o conteúdo principal

Eu vago. E todas as minhas horas são vagas

Gosto das pessoas simples, daquelas que conseguem achar um ou dois afazeres para se distrair na vida. Algumas bobagens para esquecer que estão vivos. Mas eu sei tão bem que estou viva que não posso me dar a esse luxo. Não entro em rotinas, não sei me organizar, não consigo ficar parada. Quando penso que achei a chave para os meus anseios, uma semana passa e quero outra coisa totalmente nova e inusitada.

A minha fome é insaciável e provavelmente vou morrer com a minha fome. É incontrolável, quero tudo e nada, sempre diferente. Hoje estou aqui mas queria estar lá e amanhã quando eu estiver lá meu desejo será acolá além.

Admirável? Confuso? Não produzo, sou engolida pelos meus sonhos vivos, como plantas carnívoras que me arrancam a cabeça cada vez que penso em me estabelecer. Saudades eu tenho de tudo, até de respirar. Controle e equilíbrio são palavras fora do meu dicionário de sonhos perversos e inesperados.

O que você faz nas horas vagas? Eu vago. E todas as minhas horas são vagas.

Comentários