Pular para o conteúdo principal

Perdendo Presentes

Enquanto se reprimia de todas as verdades que havia se dito até agora, piscou três vezes e esqueceu o que realmente queria falar. Pensou no tempo de criança e em todos os presentes de natal que já desejou na vida, todas as bonecas, as roupas, livros, eletrônicos, namorados, ceias e jantares de um pouco antes. Talvez fosse hora de anotar em algum lugar os presentes que ia ganhando agora para que eles não se perdessem no tempo junto com o mundo de coisas que está reunindo, reunindo e jogando fora aos poucos, a boneca que chorava de bruços, o patins, a espera até meia-noite - isso que era bom, esperar até às 00h para então abrir os presentes, ter permissão para dormir tarde, apenas um gostinho das madrugadas sempre tão presentes em sua vida de agora.

Comentários