Pular para o conteúdo principal

Cercamentos

Chegará um dia em que todos os dias
Serão dias perdidos
Caídos no esquecimento do ar
E, de tristeza, as palavras voarão
Como nós nas arestas do destino
Desse mundo quadrado
Mudo e mudado
Que esquecemos de esquecer
E enquanto a infantaria das obrigações
Manda embora nossa infância
Inflamos o peito, temerosos pelo dia
Em que todos os dias serão dizimados
Por tudo que nos reprime
Nos deprime
E nos cerca

Comentários